Reforma da previdência em debate no Sindicato dos Médicos

O Sindicato dos Médicos de Juiz de Fora e da Zona da Mata vai promover dois encontros para debater a reforma da previdência

Tribuna de Minas, 03 de março de 2017.

Leia matéria

Pacientes do SUS têm dificuldades para marcar cirurgias em Juiz de Fora

Assista matéria da TV Integração.

Portal G1, 03 de março de 2017.

Leia matéria

Médicas residentes da Secretaria de Saúde vão atuar em três regiões

A Secretaria de Saúde apresentou nesta quarta-feira (22) as três médicas residentes que vão atuar como médicas da família e da comunidade a partir de 2 de março

Tribuna de Minas, 22 de fevereiro de 2017.

Leia mais

Áreas onde profissionais de saúde sofrem violência devem ser mapeadas

Tribuna de Minas, 17 de fevereiro de 2017 Leia matéria

Tribuna de Minas, 17 de fevereiro de 2017
Leia matéria

Moradores reclamam falta de médicos

A falta de médicos na Uaps São Judas Tadeu tem incomodado moradores do bairro da região Norte da cidade

Publicar em clipping, tribuna de minas, 06/fevereiro/2017
http://www.tribunademinas.com.br/moradores-reclamam-falta-de-medicos/

Votação da Lei das Doulas é adiada

Audiência foi realizada na tarde desta segunda-feira (5), na Câmara Municipal.

Uma audiência realizada na tarde desta segunda-feira (5), na Câmara Municipal, discutiu novamente um projeto de lei que pretende garantir às gestantes o direito à presença de doulas durante o processo de parto e pós-parto imediato realizados em hospitais de Juiz de Fora, além do acompanhante. Durante a audiência, o vereador Julio Gasparette (PMDB) pediu vista da matéria. Conforme o vereador Jucelio Maria (PSB), que protocolou o projeto, a proposta voltará a ser discutida na quarta-feira (7), às 17h30. “Irei solicitar duas reuniões extraordinárias para que a gente consiga finalizar isso ainda na quarta-feira”, informa o vereador, já que o projeto precisa passar por três votações.

Cerca de 80 pessoas, entre elas, mães com seus bebês, pais e doulas estiveram presentes na audiência. O coordenador da Aliança de Mulheres pela Maternidade Ativa (Amma), Mateus Clóvis, conta que as mães estão confiantes na aprovação da proposta. “Dada a construção conjunta do projeto, que teve participação de obstetras gestores de diversas maternidades, representantes do gabinete do vereador Jucelio, da Amma e de doulas, além de contribuições do Sindicado dos Médicos, do Conselho Municipal de Saúde e da Comissão de Direitos Humanos da OAB, acreditamos que o pedido de vista seja para tirar alguma dúvida específica”.

Em dezembro do ano passado, o vereador Jucelio já havia protocolado projeto similar que foi arquivado após apreciação preliminar da Procuradoria do Legislativo municipal, que considerou a peça ilegal e inconstitucional. No novo projeto, a redação foi aprimorada e avança no sentido de defender que a presença das doulas não são conflitantes com a de acompanhante, garantido por legislação federal. O novo texto traz ainda normas para o acesso das profissionais escolhidas pelas parturientes. Para garantir suas presenças nas salas de parto, as doulas necessitarão realizar cadastro prévio junto às unidades de saúde, entre outros.

Fonte: Tribuna de Minas

Projeto sobre parto humanizado é reapresentado

A proposta é válida tanto para a rede de saúde pública quanto a conveniada ao SUS, sempre que solicitada pela parturiente

8612 A nova versão do projeto de lei que permite a presença de doulas durante o trabalho de parto, no parto e no pós-parto nas maternidades, casas de parto e hospitais foi discutido nesta terça-feira (29) pelo autor, Jucelio Maria (PSB), vereadores e assessores. A proposta é válida tanto para a rede de saúde pública quanto a conveniada ao SUS, sempre que solicitada pela parturiente. O debate foi promovido para tirar dúvidas antes de a matéria ir a votação plenária.

A reformulação do texto se deu após ampla discussão com donos de hospitais, obstetras, Sindicato dos Médicos, Conselho Municipal de Saúde e Aliança de Mulheres pela Maternidade Ativa (Amma). O vereador Antônio Aguiar (PMDB) foi porta-voz de novas sugestões do Sindicato dos Médicos.

A matéria já tramitou pelas Comissões Permanentes de Defesa dos Direitos da Mulher, Finanças e Orçamento, Legislação e Justiça e de Saúde, quando recebeu propostas dos vereadores José Mansueto Fiorilo (PTC), José Laerte (PSDB) e Oliveira Tresse (PSC).

O projeto original teve sua tramitação interrompida em função do acatamento, pelo plenário, do parecer da Procuradoria da Câmara.

Tribuna de Minas. 26.10.16

Atendimento a saúde pode ser afetado por greve

Atendimento a saúde pode ser afetado por greve

Página 5 de 7« Primeira...34567